Nova Casa da Airev
Nova Casa AIREV

Franclim Faria

O Franclim tem 29 anos e depois da escolaridade obrigatória regressou a casa onde passava grande parte dos dias na companhia dos seus pais e irmãos. Mas as quatro paredes da sua casa foram ficando cada vez mais minúsculas para todos os seus sonhos, desde sempre se revelou dono de uma energia inesgotável e a vontade de aprender e fazer mais nunca lhe fugiu. Até que em 2014 a sua vida dá uma volta de 180° ao entrar para o Centro de Atividades da AIREV. Novos amigos, novas atividades, novos programas, em suma, uma nova vida. O Franclim é um apaixonado por automóveis, conhece as marcas, modelos e extras dos carros como muito poucos. Adora colecionar revistas de carros e tem um prazer enorme em saber mais sobre cada modelo que surge no mercado. Na AIREV o Carlitos é o seu grande amigo, partilham histórias, gargalhadas e uma visão do mundo característica de quem vê essencialmente com o coração.
O Franclim já tem uma casa, mas há 70 meninos com deficiência que não têm. Ajude-nos a dar-lhes uma casa.
Nova Casa AIREV

Franclim Faria

O Franclim tem 29 anos e depois da escolaridade obrigatória regressou a casa onde passava grande parte dos dias na companhia dos seus pais e irmãos. Mas as quatro paredes da sua casa foram ficando cada vez mais minúsculas para todos os seus sonhos, desde sempre se revelou dono de uma energia inesgotável e a vontade de aprender e fazer mais nunca lhe fugiu. Até que em 2014 a sua vida dá uma volta de 180° ao entrar para o Centro de Atividades da AIREV. Novos amigos, novas atividades, novos programas, em suma, uma nova vida. O Franclim é um apaixonado por automóveis, conhece as marcas, modelos e extras dos carros como muito poucos. Adora colecionar revistas de carros e tem um prazer enorme em saber mais sobre cada modelo que surge no mercado. Na AIREV o Carlitos é o seu grande amigo, partilham histórias, gargalhadas e uma visão do mundo característica de quem vê essencialmente com o coração.

O Franclim já tem uma casa, mas há 70 meninos com deficiência que não têm.
Ajude-nos a dar-lhes uma casa.

Carina Teixeira
Menu