Nova Casa da Airev

Manuel Martins

O Manel tem 62 anos de idade e, com a partida dos seus pais, de forma alternada, as suas irmãs prestaram-lhe os devidos cuidados de higiene, saúde e bem-estar ao longo da sua vida. Amor nunca lhe faltou mas faltava uma casa como a AIREV para lhes prestar o apoio que este precisava, numa altura em que também as suas irmãs começam a encontrar os grandes obstáculos físicos que a idade não poupa. A família do Manel encontrou na AIREV um lar que o acolheu e o fez encontrar um ofício que o faz sentir realmente feliz e realizado. A AIREV, além de o abraçar acreditou nele e nas suas capacidades. O Manel encontra-se integrado no atelier “Mãos de algodão” e faz jus ao nome, porque em tudo que toca algo de extraordinário acontece. As suas mãos fazem verdadeiras obras-primas.

O Manel já tem uma casa, mas há 70 meninos com deficiência que não têm. Ajude-nos a dar-lhes uma casa.

Manuel Martins

O Manel tem 62 anos de idade e, com a partida dos seus pais, de forma alternada, as suas irmãs prestaram-lhe os devidos cuidados de higiene, saúde e bem-estar ao longo da sua vida. Amor nunca lhe faltou mas faltava uma casa como a AIREV para lhes prestar o apoio que este precisava, numa altura em que também as suas irmãs começam a encontrar os grandes obstáculos físicos que a idade não poupa. A família do Manel encontrou na AIREV um lar que o acolheu e o fez encontrar um ofício que o faz sentir realmente feliz e realizado. A AIREV, além de o abraçar acreditou nele e nas suas capacidades. O Manel encontra-se integrado no atelier “Mãos de algodão” e faz jus ao nome, porque em tudo que toca algo de extraordinário acontece. As suas mãos fazem verdadeiras obras-primas.

.

O Manel já tem uma casa, mas há 70 meninos com deficiência que não têm.
Ajude-nos a dar-lhes uma casa.

João Carlos
Orlanda Moreira
Menu